Apesar da pandemia, clientes dormem em filas para garantir descontos da Black Friday


No estado da Virginia, uma consumidora levou uma cama para a frente de uma loja (foto: reprodução twitter)
No estado da Virginia, uma consumidora levou uma cama para a frente de uma loja (foto: reprodução twitter)

O aumento no número de casos de covid-19 em todo os EUA não intimidou alguns consumidores ávidos por descontos que nesta sexta-feira (27), dia da tradicional Black Friday, até dormiram nas portas de lojas para garantir as barganhas.

No estado da Virginia, uma mulher levou uma cama para a frente de uma loja para ser a primeira a entrar no estabelecimento. Segundo a imprensa local, ela queria comprar um console do PlayStation 5.

Em Jacksonville, na Florida, a polícia foi chamada duas vezes para controlar a multidão enfurecida com um homem que tentava furar a fila para comprar jogos eletrônicos.

Mas também há relatos de algumas lojas completamente vazias. Alguns usuários do twitter compartilharam fotos de shoppings sem filas nem aglomerações, o que indica que a maioria dos clientes migraram totalmente para as compras online.

As compras online já estavam em alta antes da pandemia, e o Centers for Disease Control (CDC) aconselhou os americanos a comprarem pela internet em vez de nas lojas.

Muitos varejistas também optaram por permanecerem fechados no Thaksgiving, após anos de lojas abrindo cada vez mais cedo para receber a multidão.

 “Isso está realmente acontecendo … não há filas enormes em volta dos edifícios. Os consumidores se adaptaram muito rapidamente”, disse a fundadora da Coresight Research, Deborah Weinswig, à CNBC. “Eu gravei um vídeo na Bed Bath & Beyond e não há ninguém em toda a loja. O Walmart não tinha decoração de Natal, nem música de Natal … você não saberia que era Black Friday.”

Uma cliente, Maria Lopez, descreveu a cena como “triste” em comparação com os anos anteriores. “Estou fora desde as 6 da manhã e não houve longas filas”, disse ele ao Chicago Tribune. “Definitivamente não é o mesmo de anos anteriores.”


mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário