Autoridades de Phoenixville, PA, manifestam pesar pelo assassinato de brasileira


Débora Evangelista Brandão morava há cinco anos anos EUA (foto: Reprodução TV Almirante)
Deborah Evangelista Brandão era natural do Maranhão e morava há cinco anos anos EUA (foto: Gofundme)

Familiares e amigos da brasileira Deborah Evangelista Brandão, 34, morta no último domingo (18) pelo ex-namorado, Danilo Sousa Cavalcante, 31, em Phoenixville, na Pennsylvania, criaram uma conta no site de arrecadações online Gofundme para ajudar os dois filhos da vítima que agora estão sob os cuidados da irmã de Deborah.

“Este recurso será para o cuidado futuro como aconselhamento, educação de longo prazo e apoio às necessidades básicas”, diz o texto da campanha.

A brasileira foi assassinada a facadas diante das crianças de sete e três anos de idade. A brutalidade do crime chocou até mesmo as autoridades públicas do condado de Chester, onde ocorreu o evento.

A promotora distrital Deb Ryan disse: “Esta é uma tragédia de partir o coração. Duas crianças ficam sem mãe. A dor que essas crianças e todos os entes queridos de Deborah estão sofrendo como resultado dessa depravação é horrível. Asseguraremos que o réu seja levado à justiça por esse ato de sangue frio, premeditado e desprezível. A família da vítima tem nossa mais profunda simpatia. ”

O chefe de polícia do município de Schuylkill, James Fetterman, declarou: “Este assassinato foi uma perda trágica e sem sentido que agora afetará duas crianças para sempre. Agradecemos a ajuda dos Detetives do Condado de Chester à Polícia Estadual de Maryland e Virgínia por sua rápida apreensão do réu. Este foi um esforço de equipe. ”

Dolly Wideman-Scott, CEO do Centro de Violência Doméstica do Condado de Chester, também se manifestou: “Nossos corações estão pesados ​​quando soubemos da morte sem sentido de Deborah Brandão. A violência doméstica DEVE PARAR! Muitas famílias e comunidades estão de luto por aqueles que morreram nas mãos de um ente querido. Todos nós devemos tomar uma posição para enfrentar e acabar com a violência doméstica, responsabilizando os agressores por seu comportamento e apoiando as leis para proteger as vítimas e seus filhos ”

O suspeito foi preso horas após no estado da Virginia e terá que responder por homicídio em primeiro e terceiro graus, além de agressão agravada e outras acusações. A motivação, segundo a investigação, foi o fato de ele não aceitar o fim do relacionamento com a vítima.

Se você mora no condado de Chester e for vítima de violência doméstica, entre em contato com o Centro de Violência Doméstica pelo telefone (888) 711-6270 ou o Centro de Vítimas de Crime do Condado de Chester em (610) 692-7420.

Até o momento, a campanha pelos filhos de Deborah Brandão arrecadou $18,951 mil. Para fazer uma doação clique aqui


mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário