Covid-19: indígenas pedem doações para construir hospital de campanha


Indígenas pedem doações para construir um hospital de campanha (Foto: Reuters/Adriano Machado)
Indígenas pedem doações para construir um hospital de campanha (Foto: Reuters/Adriano Machado)

DA REDAÇÃO – O avanço da pandemia de coronavírus tem levado os povos indígenas do Xingu a promoverem campanhas de arrecadação de fundos no combate à Covid-19. 

Segundo uma reportagem veiculada pelo jornal OGlobo, a campanha da Associação Yawalapiti Awapá, pede doações de R$ 1 milhão de reais para a construção de um hospital.

A comunidade indígena, acusa o governo de Jair Bolsonaro, de não promover ação alguma para protegê-los da pandemia de coronavírus.

A escalada da doença nas tribos indígenas lotou os leitos hospitalares na região de Mato Grosso, onde vive a comunidade Xingu, a maior tribo do Brasil. O primeiro óbito foi de um bebê de 45 dias, Salu Kalapalo, em 13 de junho. De lá para cá, são sete mortes. As etnias kalapalo, com três óbitos, e yawalapiti, com dois, são as mais afetadas.

As comunidades indígenas alegam estarem mais vulneráveis à pandemia por causa de ações do seu governo anteriores à chegada da doença, como a redução do programa Mais Médicos, que garantia atendimento básico ao índios nas tribos;  o fim das demarcações de terras indígenas e o apoio às atividades ilegais praticadas em seus territórios como garimpo e extração de madeira.

Semana passada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, acusou o governo brasileiro com o apoio das Forças Armadas, de estarem cometendo um genocídio contra os índios no Brasil. A fala do ministro gerou mal-estar entre apoiadores de Bolsonaro, que pediram uma retratação do ministro.

Nesta terça-feira, 21, o cacique da maior tribo indígena do Rio de Janeiro, Domingos Venite, 68 anos, morreu em decorrência do coronavírus. Ele era líder da tribo guarani Sapukai

A região amazônica brasileira abriga, atualmente, 750 mil indígenas, de 305 etnias, vivendo em mais de 5,8 mil aldeias. A preocupação entre lideranças dos povos e organizações que apoiam a causa indígena é ainda maior no caso de comunidades isoladas ou de recente contato com a sociedade: eles afirmam que uma eventual entrada do coronavírus nesses grupos pode dizimar essas populações, que tem um nível de defesa imunológica mais baixo.


mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário