Hospital de Miami prestes a iniciar vacinação de pessoas acima de 55 anos


Miami-Dade conta com a maior infraestrutura de saúde do sul da Flórida (Foto: OMS/ONU)
Miami-Dade conta com a maior infraestrutura de saúde do sul da Flórida (Foto: OMS/ONU)

Com a quantidade de idosos acima de 65 anos em busca da vacina covid-19 desacelerando, o Jackson Health System planeja mudar o foco da vacinação para moradores de Miami-Dade com 55 anos ou mais que apresentem problemas de saúde.

Segundo disse o CEO do Jackson, Carlos Migoya, ao jornal Miami Herald, o hospital pretende começar a cobrir esse público até o final da próxima semana.

Migoya falou que a possibilidade já está em negociação com a diretoria do hospital e que o próximo passo é levar a proposta para as autoridades públicas.“Estamos tentando orquestrar isso o mais rápido possível”, ressaltou.

Ele disse que o Jackson Health e o Baptist Health of South Florida já estão vacinando seus pacientes nessa faixa etária em tratamentos de câncer e outras doenças graves, e declarou que “o maior obstáculo” para os hospitais ampliarem para outras pessoas do grupo 55+ é a verificação das alegadas condições médicas.

“Até o momento, o Florida Health Department não informou como faria isso”, disse Migoya, alertando para a possibilidade do uso de atestados de saúde falsos por parte de algumas pessoas mal-intencionadas.

Eric Toner, professor de medicina do Johns Hopkins for Health Security, disse que não há nenhum método comprovado para verificar um problema médico declarado. “Você não vai verificar o açúcar no sangue da pessoa”, observou Toner.

Para o professor, as autoridades não deveriam se preocupar muito sobre como isso vai funcionar e sim na velocidade da distribuição dos imunizantes para outros grupos de cidadãos. “É preciso considerar o rápido aumento nos casos das versões mutantes do vírus na Flórida, alertou acrescentando que , se algumas pessoas contornam as regras, pulam a fila, “não vou me preocupar muito com isso”.

A Flórida ocupa o 1º lugar no país em casos confirmados da versão B.1.1.7 do coronavírus, conhecido como  variante do “Reino Unido.”

Embora a demanda por vacinas entre pessoas com mais 65 anos esteja reduzindo no condado de Miami-Dade, a prefeita Daniella Levine Cava, está tentando fazendo uma busca ativa para contactar os idosos que ainda não foram vacinados.  

O condado de Miami-Dade é o que conta com a maior infraestrutura de saúde do sul da Flórida.

Saiba como agendar a vacinação em alguns locais do sul da Flórida:

Farmácias da rede Winn-Dixie clique aqui.

 Walmart clique aqui.

Farmácias Sams Club cliqueaqui.

Farmácias Publix clique aqui.


mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário