Justiça dos EUA multa empresa brasileira J&F em $256 milhões por prática de corrupção


Como parte de um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a companhia deve pagar multas de $256 milhões (foto: wikimedia)
Como parte de um acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, a companhia deve pagar multas de $256 milhões (foto: wikimedia)

A J&F Investimentos, controladora da JBS, admitiu culpa nesta quarta-feira (15), pelo pagamento de mais de $150 milhões em propinas a integrantes de alto escalão do governo do Brasil, ao longo de mais de uma década.

A empresa, maior produtora de proteína animal do mundo, firmou acordo perante um tribunal federal, nos EUA, comprometendo-se a pagar $ 256 milhões em multas.

Segundo a empresa, o pagamento de subornos foi feito em troca de financiamento apoiado por bancos estatais e usado para comprar uma série de empresas nos EUA.

A holding J&F Investimentos, com sede em São Paulo , confessou ser culpada, num tribunal federal no Brooklyn, de violar a Lei de Práticas de Corrupção no Exterior dos Estados Unidos.

O diretor jurídico da holding J&F Investimentos, Lucio Martins Batista, disse em tribunal que parte dos recursos dos acordos de financiamento foram usados para financiar a expansão da JBS nos Estados Unidos, onde, em poucos anos, adquiriu grandes empresas da concorrência, incluindo a Swift&Company e a Pilgrim`s Pride.

Hoje, a J&F emprega mais de 250 mil pessoas em 190 países, de acordo com a sua página na Internet.

Em 2017, a J&F recebeu uma multa recorde de$ 3,2 mil milhões pela sua atuação em escândalos de corrupção. A multa ultrapassou a que foi imposta à construtora brasileira Odebrecht, que em 2016 também recorreu aos tribunais norte-americanos para resolver uma série de acusações de corrupção que enfrentava em vários países. Com informações da agênca AFP


mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário