Mulheres do Brasil | AcheiUSA


Nesse Natal, não dê um presente de grego

O Grupo Mulheres do Brasil conecta pessoas. Colocamos a serviço dos brasileiros a natureza feminina, que acolhe, cuida e faz acontecer. Se você tem vontade de se dedicar a um trabalho voluntário mas não sabe a quem ajudar aqui nos Estados Unidos, venha nos conhecer!

Nesse Natal, não dê um presente de grego

O Natal vem chegando e com ele aquela vontade quase incontrolável de presentear os entes queridos. Ainda mais para quem mora aqui nos Estados Unidos, onde há tantas opções de presentes, tudo é tão acessível, barato e de boa qualidade. Mas de acordo com os noticiários, junto com o Natal vem chegando também o superspread, ou seja, uma expectativa de supercontaminação por coronavírus por conta das festas de fim de ano. E se tem um presente que não queremos dar às pessoas que amamos (e nem aos piores inimigos) é uma dose cavalar da COVID-19.

Então, como saciar esse desejo de demonstrar todo nosso amor aos familiares e amigos nessa época tão especial do ano sem nos colocarmos em risco em lojas e shoppings lotados? A resposta é bastante óbvia: compras online. A grande novidade é que muitas lojas estão oferecendo melhores ofertas online do que na loja física para encorajar as pessoas a fazerem suas compras de casa. Muitas também estão oferecendo frete grátis com o mesmo propósito. Sendo assim, antes de sair por aí se arriscando, faça sua pesquisa online. Além de preservar sua saúde, você poderá ainda fazer uma boa economia comprando pela internet.

Outra dica é procurar comprar de lojas locais menores. Além de estar ajudando um comerciante que provavelmente foi bastante atingido pela recessão causada pela pandemia, há ainda o benefício de estabelecimentos geralmente vazios e com atendimento personalizado. Como se diz em inglês: shop local!

Muito bem, cobrimos o aspecto prático das compras natalinas e de como podemos fazer a nossa parte na redução do superspread. Definimos o ONDE comprar, agora o próximo dilema é O QUE comprar. De acordo com uma pesquisa informal realizada pelo Instituto dos Meus Amigos (aqui uma licença cômica), a grande maioria alegou que um dos grandes aprendizados desse ano foi levar uma vida mais simples, mais minimalista. Com as incertezas na economia, muitos optaram por cortar os supérfluos radicalmente. O mais interessante, foi observar que esse corte foi visto como um ganho e não uma perda. Portanto, talvez 2020 não seja ano para enchermos a árvore de natal com caixas que irão entulhar as casas das pessoas com mais objetos muitas vezes desnecessários e excessivos. Que tal presentearmos experiências que agregarão mais às vidas dos que amamos, gerarão menos lixo no planeta e ainda nos manterão em segurança em meio à pandemia? Segue uma lista de sugestões abaixo:

– Cursos online: culinária, dança, maquiagem, como fazer cerveja artesanal em casa, escrita criativa… Hoje em dia é possível fazer cursos de quase TUDO online. Um excelente presente que não tira de casa nem quem compra, nem quem recebe.

– Serviços: personal organizer, massagem, leitura de tarô, vale night (pra aquele casal de amigos que não sai nunca porque não deixa os filhos com babá) … Aqui é para usar a criatividade. Dê vales aos amigos e familiares com promessas desses serviços. 

– Assinaturas: serviços de streaming de filmes, streaming de música, aplicativos com meditações guiadas, clubes de vinho e tantas outras. 

– Milhas: dê milhas de presentes para aqueles amigos que AMAM viajar. Assim, quando a bendita vacina ficar pronta, seu amigo estará também pronto para ganhar o mundo!

Espero que as dicas acima tenham sido uma centelha para acender outras boas ideias que tenham a cara do seu ciclo social. O importante é que nos preservemos e que aguentemos um pouco mais as medidas de segurança e o distanciamento social. Tudo indica que a vacina está por vir e novos dias estão chegando. Dias que trarão mais beijos, abraços e muito aconchego. O Grupo Mulheres do Brasil Núcleo Sul da Florida deseja a todos um dezembro de compras natalinas conscientes e seguras. 

Roberta Barroca
Voluntária Comitê Comunicação 

CURIOSIDADES JURÍDICAS: Partilha de bens situados no Brasil 

Nos casos de divórcio, separação ou dissolução de união estável de estrangeiros ou brasileiros residentes no exterior, a partilha de bens situados no Brasil deverá ser procedida por autoridade judiciária brasileira, conforme estipulado no artigo 23, III, do Código de Processo Civil. Sendo assim, um juiz estrangeiro, com base na sua legislação, não tem competência para decidir a divisão de bens localizados no Brasil, nos casos de divórcio realizados no exterior, por exemplo. Se isso acontecer, a decisão com relação à partilha de bens não será válida e as partes deverão instaurar um novo processo no Brasil. Entretanto, excepcionalmente, nos casos consensuais, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) , na homologação de sentença de divórcio estrangeiro, poderá homologar acordo expresso entre as partes sobre a partilha de bens situados no Brasil Este conteúdo é apenas para fins informativos. Você não deve interpretar essas informações como conselhos jurídicos. Nada aqui contido constitui uma solicitação, recomendação, patrocínio ou oferta do Grupo Mulheres do Brasil ou de seus membros. 

Consulte um advogado(a) para discutir a sua situação. 

Conteúdo elaborado pelo Comitê Jurídico: Melissa Falconi, Cristiane Martins, Tayane Oliveira e Andrea Canona

PÍLULA EMPREENDEDORA

Criando uma marca que chama atenção e se diferencia no seu nicho

Como definir e criar a sua marca para estabelecer o seu diferencial na indústria de sua atuação proporcionando maior visibilidade para o seu negócio. Começamos por entender melhor o que significa a sua marca e branding e como essa marca atrai e impulsiona vendas dos seus produtos e serviços. 

Branding não é o que as pessoas pensam de sua marca ou de você, branding é a história que elas contam para si mesmas do POR QUE que compraram. Essa história, muitas vezes fica no subconsciente e nos faz tornarmos clientes leais. A Nike é especialista em tênis, porém compramos não pela superioridade do produto de fato, pois não há muita diferença entre os da Adidas por exemplo. Compramos por outros motivos, além da qualidade do produto:
• O valor que a Nike passa através de seu slogan “JUST DO IT” apela para pessoas produtivas, usando e representando a marca, estamos também reforçando o nosso propósito de vida de ser uma pessoa movida a ação.
• Adicionalmente, nos associamos com Michael Jordan e o significado de VENCER.

E é por isso que quanto mais um empreendedor conhece a si e define seus valores pessoais, mais ele consegue alinhar seus valores com os valores da sua marca. Esse trabalho eu chamo de Integração da marca pessoal com a marca da empresa. A sua marca instiga uma promessa para o seu cliente ideal. Qual é a promessa da sua marca e o que ela instiga no seu cliente ideal?

Sabrina Peron 
(@timeforsuccesswithsabrina)
Voluntária Comitê Empreendedorismo

Quer fazer parte do nosso grupo também?
Cadastre-se no nosso site: www.grupomulheresdobrasil.org.br

Siga-nos nas redes sociais instagram.com/grupomulheresdobrasil.sulfl https://www.facebook.com/GrupoMulheresdoBrasil.SulFL


mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário