Quase 3 mil negócios fecharam no Sul da Flórida desde o início da pandemia. Alguns não irão reabrir


1.949 empreendimentos fecharam permanentemente (Foto: Flickr)
1.949 empreendimentos fecharam permanentemente (Foto: Flickr)

DA REDAÇÃO – Um total de 2.991 empresas fecharam as portas na área metropolitana de Miami-Fort Lauderdale-West Palm Beach entre 1º de março e 10 de julho, de acordo com um relatório divulgado pelo site Yelp, que analisa referências das atividades econômicas no EUA.

Do total de fechamentos, 1.949 estão marcadas como permanentemente fechadas até o dia 10 de julho, incluindo 417 restaurantes e 285 empresas de varejo. O censo dos EUA de 2017 indica que havia 169.582 empresas nesta área metropolitana. O Yelp não informa quantas empresas do sul da Flórida estão listadas em seu site.

A análise dos negócios que baixaram as portas no segundo trimestre em todo o País, revela que em alguns estados o número começou a cair, enquanto na Flórida houve um aumento das falências na mesma proporção que aumentaram os casos de Covid-19.

O Sunshine State teve o quarto maior número de fechamentos de negócios nos EUA desde 1º de março. Quase dois terços eram permanentes.

Segundo Joe Zubi, vice-presidente sênior de comunicações da Câmara de Comércio da Grande Miami, os grupos de comerciantes da região estão discutindo maneiras de garantir que os fechamentos temporários não se tornem permanentes,.

“A proximidade da data de vencimento dos impostos prediais será um grande problema para as empresas”, disse Zubi. “Adiar pagamentos ou permitir que as empresas paguem parceladamente é uma solução potencial para evitar a falência em novembro”, acrescentou.

Pontos positivos

O interesse do consumidor em apoiar negócios de propriedade da comunidade afro-americana permaneceu alto. Segundo o Yelp, o site recebeu 2.505 milhões de buscas por empresas de propriedade de negros entre o período 25 de maio à 10 de julho, em comparação com 35 mil no mesmo período do ano passado.

No ramos das indústrias e serviços, houve aumento entre março e abril. Empresas como aluguel e manutenção de bicicletas, armas e munições, viveiros e jardinagem, caminhadas e equipamentos para atividades ao ar livre mantiveram a lucratividade mesmo no ápice da pandemia.

Auxílio financeiro

As pequenos empresas que têm sofrido perdas financeiras por causa das restrições impostas pela pandemia de Covid-19, podem obter empréstimos dos governos federal e estadual. Em Miami-Dade, está sendo ofertado até $ 30mil por meio do programa RISE (Reinvesting in our Small Business Economy), aprovado em junho com orçamento da ordem de $ 25 milhões. O foco do programa são os pequenos empreendimentos que  ainda não foram beneficiados com outros recursos. Empresas que possuem baixo credit score e empreendedores individuais são encorajados a participar.

O PPP Loan (Personal Protection Program) também é uma fonte para ajudar os empreendedores. Qualquer empresa com 500 funcionários ou menos pode ser elegível. Isso inclui pequenas empresas, organizações sem fins lucrativos privadas, organizações religiosas, grupos tribais e grupos de veteranos.


mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário